04/11/2019 9h07 - Atualizado em 04/11/2019 9h07

Alunos do 5º ano da Escola Municipal Tenente Portela participam de planos de aula com temas relacionados à Educação Fiscal


Alunos do 5º ano da Escola Municipal Tenente Portela participam de planos de aula com temas relacionados à Educação Fiscal

.O assunto sobre Educação Fiscal começou a ganhar força em 2002, época em que o Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Fazenda, divulgou com as secretarias de Educação um programa de capacitação docente para transformar o debate sobre impostos em tema interdisciplinar, conforme cita a notícia de Arthur Guimarães para o site Nova Escola.

A partir do projeto Campanha Nota Fiscal, a turma do 5º ano teve diversas atividades relacionadas com o tema citado, onde em um primeiro momento discutiram o texto “Ser cidadão: Você não está sozinho” explicando que todos no mundo, nunca estarão sozinhos e que por isso precisamos viver em sociedade. O texto cita que todos, de forma automática, aprendem a viver em sociedade e assim seguimos regras e temos nossos direitos, tornando-se assim cidadãos. Discutimos, a partir de então, nossos direitos e deveres e adaptamos um teatro para a hora cívica da escola.

 Os alunos encenaram para toda a escola um teatro contando a história de dois amigos que estavam entediados, pois não tinham nada para brincar, já que a pracinha próxima as suas casas estava destruída, resolveram então juntar dinheiro com seus outros amigos e comprar uma bola, porém um dos amigos queria comprar a bola no camelô e o outro não aceitou, explicando que lá não era feito a nota fiscal e por isso se a bola tiver algum defeito, não teriam como trocar. A discussão foi longa e foram pedir a ajuda de sua professora para entender sobre impostos e receberam uma ótima explicação sobre cidadania.

Na sala de aula, se deu sequência ao conteúdo sobre Nota Fiscal. Foi lido com os alunos, uma história em quadrinhos da Turma da Mônica com o tema “De onde vem o dinheiro”. Na história está presente a Mônica, Cebolinha e Cascão que ganharam a mesada de seus pais e queriam gastar tudo de uma vez, quando uma senhora escutou a conversa e interrompeu os planos das crianças, explicando sobre como o dinheiro chega até os pais e como economizar é muito importante, no final os três entenderam como é difícil para seus pais conseguir dinheiro e como a economia delas é importante, mas mesmo entendendo a importância do dinheiro, não se detiveram a ajudar Magali com a instituição que cuida de bichinhos abandonados, ela estava passando por um momento difícil e todos ofereceram ajuda como voluntário e fizeram doação de parte de suas mesadas a instituição.

Baseado na história, a turma do 5º ano começou a receber por alguns meses, a mesada da Prof. Kelin, onde foi combinado uma planilha com regras da sala que quando descumprido teria desconto no valor que receberiam final do mês. O dinheiro foi em notas sem valor, porém todo o inicio do mês, os alunos poderiam gastar sua mesada no mercado da Prof. Kelin, assim aprendendo a valorizar e economizar para poder comprar algo de maior valor no próximo mês.

  Os estudos sobre Nota Fiscal tiveram sequência também nas aulas de matemática, onde os alunos aprenderam a importância sobre o dinheiro, economia e cidadania com jogos como “Milionário”. Foi notado uma boa experiência com o jogo, os colegas não deixaram nenhum deles ficar devendo ao banco, combinavam e se organizavam para ajudar sempre quem estava com menos dinheiro. Ao final notou-se que o grande ganhador, foi realmente a cidadania.

Matéria escrita pela professora:

 Kelin de Cezaro Vogt.



Enviar por e-mail Imprimir