05/02/2019 11h10 - Atualizado em 05/02/2019 11h10

Tenente Portela já começa a conviver com a 72ª Geração e Acendimento da Chama Crioula do RS


Tenente Portela já começa a conviver com a 72ª Geração e Acendimento da Chama Crioula do RS

Já nos primeiros dias do ano de 2019 o município de Tenente Portela começou a conviver com um dos grandes eventos que acontecerão no solo portelense neste novo ano, é a 72ª Geração e Distribuição da Chama Crioula do Rio Grande do Sul, que será nos dias 16 e 17 de agosto.

Na quinta-feira, dia 03, representantes de um grupo de cavalarianos do município de Gravataí, pertencentes à 1ª Região Tradicionalista, estiveram em Tenente Portela conversando com a coordenação do evento, visitando locais e traçando o itinerário de retorno, que farão a cavalo, por aproximadamente 25 dias.

Marçal Peixoto e Clodo Correa foram acompanhados pelo presidente da Comissão Organizadora, Régis Carniel, e pelo patrão do CTG Guardiões da Fronteira, Evandro de Borba, para conhecerem as estradas do interior dos municípios de Tenente Portela, Miraguaí, Braga, Coronel Bicaco e Dois Irmãos das Missões, bem como, locais para possíveis paradas durante o trajeto, pois, segundo o seu Marçal, o grupo ao qual integram, prefere percorrer estradas não pavimentadas, “o nosso grupo, composto por cavalarianos de todos os CTGs de Gravataí tem preferência por cavalgar em estradas de terra, e não pelo asfalto, assim, Eu e o Clodo somos os responsáveis por mapear este trajeto. De Cruz Alta até Gravataí já temos o percurso pronto, pois já percorremos em outros anos, agora vamos criar o trajeto de Tenente Portela até Cruz Alta”, destacou o cavalariano.

Conforme os mesmos, nos próximos meses eles retornarão para Tenente Portela acompanhados de outros integrantes para então definir o trajeto e os locais de paradas para as refeições e pernoites.

No próximo sábado, dia 12, uma comitiva de tradicionalistas portelenses estará participando do 67º Congresso Tradicionalista do MTG, na cidade de São Boja, onde estarão divulgando a 72ª Geração e Acendimento da Chama Crioula do Rio Grande do Sul e fazendo contatos. Conforme o presidente da Comissão Organizadora do evento, a partir de agora, estas atividades irão se intensificar, “este foi o primeiro grupo a nos visitar, a partir da nossa participação no Congresso do MTG, visitas como estas serão mais frequentes, pois à toda uma organização, tanto nossa como das Regiões Tradicionalistas, que demandam de um tempo maior de antecedência, sobretudo, quanto ao trajeto que os cavalarianos de todos o Estado farão ao saírem de Tenente Portela com a centelha da Chama Crioula”, destacou Régis Carniel.



Enviar por e-mail Imprimir